Healthtechs – Quais os impactos nas operadoras de planos de saúde?

Healthtechs – Quais os impactos nas operadoras de planos de saúde?

“Healthtechs” – quem não passou a escutar bem mais este termo nos últimos tempos? Principalmente após o período da pandemia, em que o mercado de saúde passou por transformações significativas!

Uma dessas transformações foi o crescimento das healthtechs no Brasil, tendo um aumento de 140% no número de empresas de tecnologia em saúde nos últimos cinco anos, segundo um levantamento do Distrito Healthtech Report.

No último ano, em 2021, fomos patrocinador ouro no Health Tech 2021, realizado pela ASSESPRO-RJ e falamos sobre esse super evento aqui.

Já neste post, vamos falar um pouco mais sobre as healthtechs, como elas funcionam, quais as expectativas para o futuro e, ainda, quais são os impactos dessas empresas na área da saúde suplementar? Confira!

O que são as Healthtechs?

Antes de aprofundar no assunto, caso não saiba ainda, é preciso entender o que são as healthtechs.

Healthtechs são empresas de base tecnológica que exploram oportunidades no segmento de saúde. Criadas para atuar na modernização e/ou inovação de produtos e serviços para clínicas e hospitais e projetar tecnologias avançadas para exames, cirurgias, autoatendimentos e consultórios médicos cada vez mais inteligentes.

Nesse modelo de negócio, são utilizadas tecnologias como inteligência artificial, computação na nuvem, data analytics, entre outras, com o objetivo de melhorar o sistema de saúde.

Com as Healthtecs a adoção de novas tecnologias na prestação dos serviços se tornou mais acessível para as empresas do mercado de saúde e isso também causa mudanças no serviço recebido pela população como vamos falar abaixo.

Presença das heathtechs altera o serviço recebido pelas pessoas

Com a chegada das healthtechs no mercado e com um público cada vez maior de olho nas novidades, as inovações levadas por essas startups têm alterado a formatação dos projetos e dos serviços no segmento da saúde.

O público, então, tem notado um atendimento cada vez mais integrado, democrático, transparente e eficiente por parte das prestadoras.

Isso tende a elevar a qualidade do serviço oferecido e, também, a satisfação das transações realizadas que utilizam as tecnologias envolvidas.

Há ainda uma aproximação do cidadão com as empresas de saúde nas trocas realizadas que faz com que o consumidor fique cada vez mais exigente com o que contrata.

Em contrapartida, isso gera uma maior concorrência para o mercado fazendo com que cada prestadora busque ser a melhor opção de contratação para os seus clientes.

Para se ter uma boa ideia, vamos citar dois grandes impactos das healthtechs no mercado atual.

Impactos das healthtechs na área da saúde

Prevenir e diagnosticar com maior assertividade

Um dos impactos das healthtechs para a área da saúde é a prevenção e diagnóstico de doenças com mais rapidez e assertividade.

Isso se dá devido à, por exemplo, execução de consultas e avaliações médicas feitas de forma on-line, com a utilização da inteligência artificial na identificação de doenças ou com exames menos invasivos na detecção de anomalias.

Estudos genéticos e soluções educacionais também poderão auxiliar nessa detecção e na previsão de desenvolvimento de doenças nos indivíduos.

Gerir com maior eficiência

Já outro grande impacto das healthtechs é a utilização de tecnologias para a gestão das organizações que poderá proporcionar um aprimoramento dos serviços ao público.

Com menos tempo na autorização de exames, resultados, regulação e administração de leitos, os pacientes terão o auxílio de produtos de automação para que as liberações aconteçam com maior agilidade.

Por outro lado, a presença da tecnologia nos dados sobre a disseminação de doenças ou que favoreçam estudos e análises internas, também poderá elevar a eficiência das prestadoras de saúde e gerar tomadas de decisões mais assertivas e com maior embasamento.

 

Mercado da saúde suplementar é impulsionado para novos caminhos

Falando da área da saúde suplementar, em específico, a presença da tecnologia pode ser implementada em diversas etapas da prestação do serviço ou produto em questão.

Os planos de saúde ganham destaque quando apresentam novas opções aos seus beneficiários e passam a unir diversos benefícios em prol dos seus contratantes e também da sua organização.

Isso acontece quando se consegue aplicar a tecnologia na rede de atendimento ao paciente, como a telemedicina, e com a otimização e a integração dos processos, mantendo ou elevando a qualidade do atendimento prestado, ou ainda atrevés de ações preventivas de acordo com o histórico dos pacientes.

Já para a operadora, há uma tendência de redução dos custos da operação que favorece a margem de lucro da empresa.

Isso tudo sem deixar de atender as necessidades da população e de uma forma que seja considerada mais ágil e eficiente.

Durante o Health Tech 2021, evento que citamos no início deste artigo, a presidente da Assespro-RJ, comentou sobre a ascensão das healtechs e dos seus impactos na área da saúde suplementar:

“O mundo da saúde está cada vez mais conectado e sistemas integrados com aplicativos serão o caminho para uma sociedade mais inclusiva e com mais qualidade de vida. As novas empresas de tecnologia para saúde, chamadas healthtechs, promoverão uma revolução estabelecendo o elo que faltava entre a pesquisa acadêmica e as empresas no Brasil”, diz Maria Luiza Reis, presidente da Assespro- RJ.

Uma das evidências dessa fala é que, de acordo com um relatório produzido pela Global Market Insights, o mercado de healthtechs deve alcançar US$ 504 bilhões até 2025.

Ou seja, o uso de tecnologias no segmento da saúde, inclusive a saúde suplementar, é uma tendência que está cada vez mais em alta no Brasil e no mundo.

Mantenha sua operadora antenada às tendências tecnológicas na saúde suplementar

É imprescindível que a sua operadora se mantenha por dentro das inovações que surgem a todo momento para se manter cada vez mais competitiva.

O primeiro passo para isso é se inteirar sobre o sistema SAUDI, utilizado como solução de auditoria médica pelas maiores operadoras de saúde em todo o Brasil.

Na prática, por meio do SAUDI é possível automatizar todo o processo de auditoria médica dos prestadores de serviços, possibilitando transparência para ambos os lados (operadoras X prestadores de serviços) e uma significativa redução de glosas e custos assistenciais.

Atuando em todo o processo, desde a solicitação de autorização para procedimentos médicos da rede de prestadores, passando por cotação e acompanhamento OPME e Auditoria Concorrente, até a sua respectiva liberação para pagamento, o objetivo do SAUDI é que as empresas da área tornem-se mais saudáveis financeiramente e alcancem melhores resultados por meio da transparência e gestão adequada dos seus custos assistenciais.

O resultado é surpreendente logo nos 3 primeiros meses de uso e vale a pena conferir. Entre em contato agora mesmo e conheça!

Sem Comentários

Envie um Comentário