Faturamento de contas médicas – 4 pontos essenciais

faturamento de contas médicas

Faturamento de contas médicas – 4 pontos essenciais

O faturamento de contas médicas é um dos passos mais importantes para manter uma rotina financeira eficiente. Dessa forma, é possível reduzir os gastos e aumentar o faturamento no final do mês. Para manter suas contas organizadas e alcançar bons resultados, separamos 4 dicas essenciais que vão ajudar você nesse processo.

1. O faturamento inicia na recepção

Imprescindível nesse momento, é a recepcionista quem atende o paciente e, logo após o primeiro contato, realiza o lançamento da consulta ou do procedimento que será realizado, dando início ao processo. Ela será responsável por cadastrar todos os dados, desde as informações pessoais do paciente até a carteira do cartão de convênio.

Assim, conforme as exigências, será feita a impressão das guias médicas, solicitando a assinatura dos pacientes e encaminhando aos médicos no ato da consulta. Quando os documentos estiverem assinados e carimbados, deverão ser guardados em um local com armazenamento adequado e seguro.

2. É muito importante realizar a conferência do faturamento das contas

Esse passo é essencial para evitar que os documentos acabem acumulados, principalmente quando há um extenso volume de atendimentos. A conferência dos faturamentos deve ser feita todos os dias, evitando também, possíveis erros.

Na correria da rotina, é muito fácil preencher uma informação de forma equivocada ou esquecer de algum ponto. Por isso, essa prática possibilitará que qualquer equívoco seja corrigido o mais rápido possível, evitando atrasos e glosas. Além disso, com as contas em dia, não será preciso correr contra o tempo no final do mês, pois os documentos serão encaminhados diariamente.

3. Evite as contas glosadas

Na hora de elaborar o faturamento das contas médicas, alguns cuidados são importantes para evitar a formação de glosas, assim como a inadimplência, a fim de manter a saúde financeira da empresa.

Seja de forma manual ou contando com o auxílio de um sistema automatizado, é necessário elaborar um sistema capaz de alertar o responsável no caso de algum erro ou inconformidade entre os documentos preenchidos e os procedimentos. Com isso, a empresa garante a eficiência na gestão e manutenção dos serviços e procedimentos realizados.

Um dos papeis das operadoras de saúde é definir os limites que a cobertura oferece, alertando e educando os profissionais que prestam os serviços. Mantendo essa organização, é possível evitar o não pagamento de consultas e procedimentos, garantindo a facilidade no fechamento da contabilidade. Além disso, tomar esses cuidados vai impedir que a empresa precise arcar com gastos extras ou perca tempo com funções burocráticas, impactando diretamente no orçamento final.

4. Coloque os processos nos trilhos para reduzir custos

Por meio da utilização de softwares, é possível preencher as guias e emitir os lotes de forma automatizada, apenas cadastrando as informações no sistema. Opte sempre pela simplicidade e facilidade de utilização para que o controle das contas se torne uma tarefa fácil.

Um sistema bem completo neste quesito é o SAUDI, com ele é possível contar com um software de qualidade, que atua em todos os processos de auditoria de contas médicas, analisando diversas guias médicas de forma minuciosa. Com a implementação desse sistema, é possível colocar fim aos pagamentos indevidos, otimizando o processo com total transparência e reduzindo os custos operacionais.

Gostou destas dicas? Então continue acompanhando nosso blog ou entre em contato para mais informações sobre o SAUDI, sistema desenvolvido especialmente para os analistas e gestores de operadoras de planos de saúde que atuam especificamente na gestão de contas médicas.

 

Sem Comentários

Envie um Comentário